Sobre a recepção aos calouros: Brincadeira saudável, sim; TROTE e humilhação, NÃO.

02/08/2017 10:37

CALOURO,

parabéns pelo esforço e pela conquista. Agora você faz parte de uma das melhores instituições de ensino superior do País. Sua recepção na Universidade deve ser alegre, amigável e saudável, e é comum haver alguma cerimônia de iniciação à vida social na graduação. Pode haver brincadeiras, gincanas, ações como doação de sangue e arrecadação de alimentos, promovendo a integração entre os colegas novos e os mais antigos. Porém, não aceite episódios violentos, agressões, humilhações públicas, consumo de álcool, abuso sexual, entrega de dinheiro a veteranos, entre outros. Denuncie esses casos. Os trotes são proibidos nos estabelecimentos de ensino públicos e privados catarinenses pela Lei Estadual nº 15.431, de 2010, e também pela Resolução dos cursos de graduação da UFSC, que estabelece o seguinte:

Art. 128 – Fica proibida aos alunos da Universidade Federal de Santa Catarina toda e qualquer ação de trote. (Redação dada pela Resolução nº 10/CUn/2000)
§ 2º A participação em ações de trote que causem, a quem quer que seja, coação ou agressão física, moral ou qualquer outra forma de constrangimento, ou resulte em atos lesivos à propriedade, sujeitará o aluno à penalidade de suspensão superior a 30 dias, com a conseqüente proibição de reposição de avalia ções e aulas no período correspondente, ou de eliminação (desligamento) do corpo discente da Universidade.
§3º A proibição estabelecida neste artigo estender-se-á às ações praticadas fora do Campus Universitário.

A Coordenadoria de Curso manifesta-se veementemente contra qualquer tipo de ação ou atitude de constrangimento ou violência infligida pelos estudantes que aqui já estudam sobre os ingressantes e aplicará as punições cabíveis aos envolvidos.

Denúncias

A Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad) proporciona ações de cuidado e acolhimento, convivência saudável, integrada e inclusiva. Estudantes vítimas de constrangimento, coação, agressão física ou preconceitos, podem e devem denunciar aos órgãos da UFSC. Qualquer tipo de agressão sofrida dentro da sua estrutura, ou por redes sociais, a Universidade irá apurar os fatos e, quando necessário, aplicar medidas cabíveis a cada caso. Quem faz o primeiro atendimento e encaminha os casos para os órgãos responsáveis é a Secretaria de Segurança Institucional (SSI) da UFSC. Os denunciantes, por hábito e desconhecimento, recorrem à Ouvidoria, porém as denúncias referentes às discriminações podem ser entregues diretamente na Saad. Os estudantes podem entrar em contato com  Saad pelo email: saad@contato.ufsc.br

Se você foi vítima de algum desses casos, venha também conversar com o Coordenador de Curso.